Julândia

Blog de beleza, moda, viagem, música, séries e dicas bacanas.

Diário de Viagem: Nápoles e Capri, Itália

Depois de conhecer a impressionante Pompeia pela manhã, fomos conhecer Nápoles e Capri.

Nápoles é uma cidade grande da Itália, famosa pela sua história, sua máfia e por ser a terra natal da pizza. Como o nosso dia era muito cheio, o passeio por Nápoles foi breve, um tour de ônibus passando pelos maiores pontos turísticos. A cidade é bem populosa (caótica) e antiga. Na verdade, achei bem feia! As casas e prédios são bem velhos, as paredes todas descascando e caindo aos pedaços. Lá também é um lugar famoso pelas roupas penduradas no varal do lado de fora, e sim, tem muito disso por todas as ruas. Não vale a pena ficar por muito tempo, só conhecer rapidamente mesmo. Fora que nossa guia contava casos dos napolitanos, que tem fama de revoltados, e a cidade também tem fama de ser mais violenta (tipo as brasileiras, hahaha). No breve passeio já deu pra ver tudo isso.

Castel Nuovo Nápoles

Castel Nuovo

napoles

Galleria Umberto I

napoles

Fontana del Carciofo (Fonte da Alcachofra)

Deu para ver alguns pontos turísticos como o Castel Nuovo, o Teatro San Carlo, Palácio Real, o Reggia di Capodimonte e a Fontana del Carciofo. Em Nápoles também fica o museu que guarda vários dos achados de Pompeia, que são mais delicados. Portanto, se for ficar mais tempo na cidade, vale a pena conhecer. É o Museu Arqueológico Nacional de Nápoles.

nápoles

Barco do Pânico

Depois do rápido passeio, fomos pegar um barco para Capri. Barco que apelidei de “O Barco do Pânico”. O mar estava muito, muito bravo, e o barco não era dos maiores, então foi aquela chacoalhada a viagem inteira (que dura quase uma hora). No início todo mundo ria, o barco dava pulos enormes, fazia um barulhão, mas depois foi todo mundo ficando verde ou branco, e os funcionários do barco começaram a passar distribuindo saquinhos. Eu não precisei de um, mas digamos que 85% dos passageiros fizeram bom uso dele (e tinha muita gente)!

barco do pânico

Sobrevivi ao Barco do Pânico!

Sobrevivi ao Barco do Pânico!

Depois do Barco do Pânico, chegamos em Capri. Que coisa mais linda essa ilha!

Capri Itália

O danado do Vesúvio de novo

 

Capri, ItáliaCapri, Itália

Capri é uma ilha linda, cercada por um mar tão azul que é até difícil de acreditar. É o paraíso. Nós chegamos e fomos direto almoçar, num restaurante lá no alto, com uma vista legal, chamado Capri Moon Ristorante. O almoço foi aquele típico italiano, com entrada, prato principal, e mais um tanto de comida que eu nunca consegui terminar em nenhum restaurante. Para se locomover lá, tem que ser a pé ou de micro ônibus. Para chegar ao restaurante, fomos de micro ônibus, o que dá medo, já que as ruas da ilha lá para cima são muito estreitas e os motoristas são loucos! Depois do almoço, fomos andar e conhecer algumas lojinhas que vendem produtos feitos do limão da ilha, como licores e perfumes. O resto da tarde foi livre para passear.

Chegando ao restaurante, andando em fila na rua estreita e as vans passando loucamente. Medo

Chegando ao restaurante, andando em fila na rua estreita e as vans passando loucamente. Medo.

Capri Itália

Vista do restaurante

Uma pena foi ter sido tão pouco tempo. Queria muuuito ter conhecido a Gruta Azul, mas vai ficar pra próxima vez (já até sonhei com ela algumas vezes, acredita?). Mesmo assim deu pra ver muita coisa linda. Lá não tem muitas atrações, porque a ilha é bem pequena. Vale fazer um passeio de barco ao redor da ilha e visitar a Gruta Azul. Fora isso, acho que não vale a pena passar dias em Capri. A não ser que você seja muito rico e goste de passar o tempo fazendo compras em lojas como Miu Miu, Gucci, Fendi, dentre outras desse nível. Tudo lá é muito caro. Mas sim, é uma visita indispensável!

Capri ItáliaCapriCapri ItáliaCapri

O dia começou muito cedo e eu não tinha dormido nada (custo a me acostumar com fuso horário) então no final eu já estava detonada. Não consegui andar tanto por lá. Peguei o biglietto, que é um transporte que não sei explicar o que é, para descer e ficar lá por baixo mesmo. Mas aí, descobrimos uma prainha linda, e eu tive que tirar a meia-calça para poder entrar no mar. Antes disso eu estava com a pressão até baixa de tanto cansaço e calor, mas assim que entrei na água, virei outra pessoa. Acho que as águas de Capri são mágicas.

Capri Capri ItalyCapri ItáliaCapri Italia

Depois pegamos outro barco para voltar (dessa vez não era do pânico!), e fomos embora. Foi triste se despedir desse dia, um dos melhores da viagem toda. Eu recomendo altamente esse passeio Pompeia – Nápoles – Capri se você for passar uns dias em Roma. Vale muito a pena, não deixe de pesquisar empresas que façam esse passeio que você não vai se arrepender, mesmo que perca um dia de Roma. Vai por mim.

Posts Relacionados:

Diário de Viagem: Assis - Itália
Diário de Viagem: Veneza, Itália
Guia de Compras na Europa: Lojas e Locais

2 Comentários em Diário de Viagem: Nápoles e Capri, Itália

  1. Alexandre
    5 November, 2013 at 21:37 (6 months ago)

    Vc tem o contato dos serviços para fazer essa programação ??? Estarei em Roma e irei pegar um dia para fazer essa programação . Esse ônibus q vc pegou em Nápoles, são aqueles de turismo q tem nas grandes cidades??? Passeio de barco tem q ser reservado com antecedência ??

    Reply
    • jutamietti
      6 November, 2013 at 22:30 (5 months ago)

      Oi Alexandre.
      Como eu disse no post, todos esses passeios eu fiz pela agência de viagem que contratei, então já fazia parte do meu roteiro.
      Não tenho contato de outras empresas que fazem esse passeio, mas procure saber no hotel que você vai ficar, tenta falar com eles antes. Normalmente eles conhecem empresas que fazem esses passeios.

      Reply

Deixe seu comentário